Enter your keyword

imagem_header_melhore_sua_doenca
BOMBAS DE INFUSÃO DE FÁRMACO

BOMBAS DE INFUSÃO DE FÁRMACO

Uma das técnicas mais modernas para o tratamento de dores crônicas refratárias é a bomba de infusão intratecal de fármacos. Essa técnica consiste da colocação de um cateter que permanece no espaço intratecal, espaço onde é realizada a raquianestesia ligado a um reservatório acoplado a um sistema computadorizado que fica implantado sob a pele do paciente, como um marcapasso, esse sistema infunde continuamente medicamentos para o controle da dor, sem a necessidade de controle pelo paciente.

O sistema de bombas implantáveis serve para dores de difícil controle, seja ela oriunda de um estágio avançado de câncer ou uma dor benigna, que traduzo aqui como dor de origem não oncológica.

Para exemplificar um caso de dor benigna, consideremos um paciente com contraturas musculares em estágio avançado, em uso de relaxante muscular em doses elevadas como recomendado pela literatura e com efeitos colaterais intoleráveis, um caso que acontece com alguma frequência. O que fazer?

Ao utilizarmos uma bomba implantável no espaço intratecal na camada mais próxima da medula, a dose necessária da mesma medicação, comparada com a dose por via oral utilizada, é reduzida em até 300 vezes, o que faz reduzir esses efeitos colaterais. O mesmo raciocínio é aplicado nos pacientes com câncer em uso deste sistema implantável, redução na quantidade de medicamentos pela via oral. Muitas são as medicações utilizadas, sendo as mais rotineiras morfina, marcaína e baclofeno.

Assim, com uma boa mescla de medicamentos e com o apoio de uma equipe integrada, podemos reconquistar funções importantes na vida das pessoas, tais como ir a um shopping, tomar banho sozinha ou voltar a ter prazer no convívio social.

Esses pequenos exemplos de restituição de funcionalidade que citei, que passam desapercebidos pelas pessoas saudáveis, fazem muita diferença na vida de quem sente dor 24 horas por dia, 7 dias por semana. Toda redução na intensidade da dor deve ser valorizada e comemorada.

BENEFÍCIOS:

Tipicamente, as pessoas que obtêm sucesso com bombas:

– Sentem um significativo alívio da dor.

– Usam doses significativamente menores do que com a medicação oral.

– Têm menos efeitos colaterais que aquelas que usam medicação oral.

– São capazes de melhorar em suas atividades da vida diária.

– A dosagem pode ser ajustada para o seu conforto.

– É reversível , o seu médico pode remover completamente o sistema.

– Você pode testar a terapia por um breve período antes de receber um implante permanente.

RISCOS:

Como com qualquer tratamento para a dor, podem ocorrer efeitos colaterais.
– Complicações cirúrgicas, como infecções.

– Efeitos colaterais do fármaco (sintomas de dose excessiva ou insuficiente).

– Sangue (hematoma) ou fluido (seroma) na região onde a bomba é implantada.

– Fugas de líquido espinhal, resultando em dores de cabeça ou outros problemas, e ferimentos à medula espinhal.

– Um cateter deslocado ou bloqueado.

– A bomba pode parar de funcionar.

– Massa inflamatória na ponta do cateter.

Essas complicações podem causar uma redução ou perda no alívio da dor, e podem requerer cirurgia para serem corrigidas.